Notícias

De acordo com pesquisa, vinho tinto pode diminuir risco de câncer de mama

Fonte: Terra

Texto A+ A-

 
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Os amantes de vinho só têm a comemorar. Cada vez mais, estudos científicos apresentam evidências de que o consumo moderado da bebida pode ajudar o organismo de várias formas. O mais recente estudo mostra que mulheres que têm o hábito de consumir cerca de 250 ml de vinho tinto por mês apresentam níveis de estrogênio menores. O hormônio é conhecido por aumentar os riscos do câncer de mama.

De acordo com o jornal Daily Mail, o estudo foi publicado no Journal of Women's Health. A pesquisa mostrou ainda que, por conta de sua composição, apenas o vinho tinto apresentava fatores de proteção contra a doença. Os médicos compararam mulheres que bebiam Carbernet Sauvignon (tinto) ou Chardonnay (branco) e concluíram que apenas o primeiro grupo apresentou diferenças na concentração do hormônio.

Outro estudo, publicado no periódico FASEB, mostrou que o resveratrol, substância presente no vinho tinto, pode diminuir o crescimento das células de câncer de mama. Os médicos frisaram a necessidade de se fazer um consumo moderado, e não excessivo, para conseguir os resultados.

 

publicado em 16/01/2012 às 11h22

Veja mais

 
 
 
 

Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba novidades sobre a Vita Care

Últimas notícias

Dieta mediterrânea reduz em 30% risco de doença cardíaca

Despeje um pouco de azeite de oliva, de preferência...

Segundo estudo, Ômega-3 protege o sistema imunológico contra os danos da luz solar

Segundo pesquisadores da Universidade de Manchester, na...

Proporcionamos aos idodos uma dieta adequada e todos os programas que promovam e mantenham a autonomia do idoso, além da criação de um ambiente adequado e seguro para o idoso dependente.

Copyright - 2020 Vitacare Todos os direitos reservados