Notícias

Critérios para redução de estômago podem mudar

Fonte: iG

Texto A+ A-

 
Obesidade: especialistas estudam incluir outros parâmetros além do IMC para decidir quem pode fazer a cirurgia

Obesidade: especialistas estudam incluir outros parâmetros além do IMC para decidir quem pode fazer a cirurgia

Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica quer incluir outras características além do IMC para definir quem pode fazer cirurgia


Atualmente, para se submeter à cirurgia de redução de estômago o obeso precisa ter um índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 35 e apresentar doenças associadas como o diabetes ou a hipertensão ou um IMC superior a 40. Mas isso pode mudar em breve.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica quer que outros parâmetros também sejam levados em consideração na hora de optar pelo procedimento.

“Queremos que o IMC não seja tão fundamental. Os jogadores de futebol americano têm índices elevados e nem por isso precisam ser operados, por exemplo. Nossa proposta é que, para fazer a cirurgia, o obeso apresente comorbidades ou uma circunferência abdominal elevada, além do índice de massa corporal alto”, afirma o presidente da entidade, Ricardo Cohen.

A proposta pretende “ampliar a visão do médico” e pode trazer mais flexibilidade nos critérios estipulados. Se a modificação for colocada em prática, os obesos precisariam corresponder a um dos três critérios (IMC ou doenças associadas ou circunferência abdominal elevada) em vez de um só (IMC). Os especialistas entendem como comorbidades doenças que vão de ovários policísticos, apneia e problemas nas articulações a hipertensão e diabetes.

Em fevereiro, o FDA (agência norte-america que regula medicamentos e alimentos) aprovou a utilização de uma banda gástrica para reduzir o estômago de alguns pacientes que estão apenas obesos e não na categoria obeso mórbido, como era exigido antes.

Segundo Cohen, as mudanças no protocolo estão sendo observadas pelo Conselho Federal de Medicina. “O que estamos buscando são parâmetros clínicos mais modernos para indicação da cirurgia bariátrica, dentre as opções que vem sendo discutidas pela sociedade médica internacional”, diz. Ainda não há previsão, mas a entidade vem lutando para que os novos parâmetros sejam adotados ainda este ano.

 

publicado em 28/03/2011 às 09h01

Veja mais

 
 
 
 

Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba novidades sobre a Vita Care

Últimas notícias

Dieta mediterrânea reduz em 30% risco de doença cardíaca

Despeje um pouco de azeite de oliva, de preferência...

Segundo estudo, Ômega-3 protege o sistema imunológico contra os danos da luz solar

Segundo pesquisadores da Universidade de Manchester, na...

Proporcionamos aos idodos uma dieta adequada e todos os programas que promovam e mantenham a autonomia do idoso, além da criação de um ambiente adequado e seguro para o idoso dependente.

Copyright - 2020 Vitacare Todos os direitos reservados