Notícias

Comer, beber e respirar rápido podem por a vida em risco, diz estudo

Fonte: Terra

Texto A+ A-

 
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Devorar refeições em minutos pode ser suficiente para quase dobrar o risco de ficar obeso, de acordo com um estudo da Nova Zelândia. Comer muito rápido substitui os mecanismos que dizem ao cérebro que a pessoa está satisfeita, explicou Ian McDonald, professor de fisiologia metabólica da Universidade de Nottingham. As informações são do Daily Mail.

Uma pesquisa da Universidade Osaka monitorou os hábitos alimentares de 3 mil pessoas e descobriu que 84% dos homens que comiam rápido eram mais propensos à obesidade. Em um estudo publicado no Journal of the American Dietetic Association, foi descoberto que mulheres com idade entre 40 e 50 anos e que comem rápido demais são mais propensas a serem obesas do que as que comem devagar.

Ian McDonald explica que, quando a pessoa come, "os nervos enviam sinais ao cérebro que o estômago está se expandindo". "Ao mesmo tempo, um hormônio chamado ghrelin, produzido quando o estômago se esvazia para disparar uma mensagem de fome, começa a diminuir. Somente cerca de 20 minutos depois de começar a comer é que a mensagem de saciedade chega ao cérebro", afirmou o especialista.

Comer rápido demais também pode aumentar o risco de refluxo ácido, segundo pesquisadores da Universidade de Medicina da Carolina do Sul. O estudo mostrou que a ingestão de uma refeição com 690 calorias em cinco em vez de 30 minutos induz até 50% mais episódios de refluxo ácido, provocando uma sobrecarga de ácido no estômago.

Respirar depressa
Não é só comer rápido que faz mal à saúde. Adultos saudáveis ​​realizam cerca de 10 a 14 respirações por minuto, mas algumas pessoas respiram 20 ou mais vezes, e isso pode levar à sensação de falta de ar e a outros sintomas, como formigamento nos dedos e ao redor dos lábios, palpitações, cansaço, incapacidade de concentração e também síndrome do intestino irritável, disse Fiona Troup, fisioterapeuta do Six Physio em Londres.

Os sintomas são um sinal de que você está respirando pela boca em vez de fazer a respiração mais profunda através do nariz. Isso leva a uma queda dos níveis de dióxido de carbono no sangue. Resultado: o oxigênio não pode ser liberado para os músculos e órgãos.

Beber muito rápido
O risco de consumir álcool muito rápido é de que o organismo não consiga processá-lo. A pessoa pode desmaiar e se torna mais propensa a ficar embriagada, além de um nível que o corpo pode suportar.

Apenas uma compulsão pode resultar em cicatrizes no fígado, informou Paul Wallace, professor da atenção primária na University College London. "As pessoas processam o álcool em taxas diferentes - de acordo com o sexo, tamanho e até mesmo etnia -, mas a regra geral é que o fígado só pode processar cerca de uma unidade de álcool por hora ", disse ele.

"Beba dez unidades em duas horas, o equivalente a dois ou três copos grandes de vinho, e você ainda terá oito unidades de álcool em seu sistema depois de duas horas", completou.

 

publicado em 23/11/2011 às 11h19

Veja mais

 
 
 
 

Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba novidades sobre a Vita Care

Últimas notícias

Dieta mediterrânea reduz em 30% risco de doença cardíaca

Despeje um pouco de azeite de oliva, de preferência...

Segundo estudo, Ômega-3 protege o sistema imunológico contra os danos da luz solar

Segundo pesquisadores da Universidade de Manchester, na...

Proporcionamos aos idodos uma dieta adequada e todos os programas que promovam e mantenham a autonomia do idoso, além da criação de um ambiente adequado e seguro para o idoso dependente.

Copyright - 2020 Vitacare Todos os direitos reservados