Dicas Sobre Saúde

Dicas de como minimizar a contaminação do travesseiro por bactérias e insetos

Texto A+ A-

 
Travesseiros são ambientes ideais para fungos e bactérias (Foto: Getty Images)

Travesseiros são ambientes ideais para fungos e bactérias (Foto: Getty Images)

É assustador, mas cerca de 1/3 do peso do travesseiro pode ser composto por pele morta, poeira, insetos e suas fezes. Acontece que os travesseiros são o ambiente ideal para organismos causadores de doenças como lepra, catapora, difiteria e gripe, segundo cientistas disseram ao Daily Mail desta quinta-feira (23).

Enquanto alguns insetos procuram os ambientes hospitalares e o clima tropical para se reproduzirem, outros encontram na sua cama o conforto ideal para viver, segundo o médico Arthur Tucker, após estudar centenas de travesseiros utilizados por pacientes do Barts e do London NHS Trust, hospitais ingleses.

Testes realizados pela equipe do médico encontraram altos índices de contaminação na parte externa dos travesseiros e, nos que apresentavam rasgos, a contaminação também estava no interior do acessório. Alguns possuíam bactérias como a E.coli, que tem levado diversos pacientes ao óbito na Europa, enquanto outros tinham germes que causam de infecção urinária a problemas respiratórios graves.

Tucker descobriu ainda que os tecidos de alguns travesseiros de hospitais possuem mais de um milhão de bactérias por milímetro, como a Staphylococcus hominus, que causa infecções severas em pessoas de baixa imunidade. "A presença destes organismos significa que eles podem ser transmitidos entre os pacientes", explicou o médico.

Mas o problema não está limitado apenas aos hospitais. Segundo Tucker, mais de 1/3 do peso do travesseiro é composto por células de pele morta, poeira e ácaros. "Travesseiros são ótimos para cultivar bactérias, porque têm espumas que absorvem os fluídos corporais, ricos em vários nutrientes, além de manter uma ótima temperatura por estar próximo ao corpo", disse Duncan Bain, diretor técnico do laboratório Gabriel Scientific.

"E apenas trocar a fronha não é suficiente, porque muitas bactérias e insetos já estão no interior do acessório", contou Tucker.

Dicas para minimizar o problema
- Quem sofre de alergias respiratórias pode adotar travesseiros sintéticos ao invés daqueles feitos de penas, pois possuem capas anti-alérgicas.

- Para matar germes e bactérias, lave o travesseiro com água a 60°C ou deixe-o no freezer por 24 horas.

-O ideal é lavar o acessório a cada três meses no ciclo leve da máquina de lavar. Coloque dois travesseiros por vez, para balancear o peso, use pouco sabão e enxágue duas vezes.

- Coloque os travesseiros para tomar sol sempre que possível. Bactérias e fungos gostam de ambientes úmidos.

- Para saber se é hora de trocá-lo, dobre-o ao meio e coloque um livro em cima. Se o livro voar e o travesseiro voltar à forma afofada, então ainda pode ser usado.




Fonte: Portal Terra

 

publicado em 24/06/2011 às 13h25

Veja mais

 
 
 
 

Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba novidades sobre a Vita Care

Últimas notícias

Dieta mediterrânea reduz em 30% risco de doença cardíaca

Despeje um pouco de azeite de oliva, de preferência...

Segundo estudo, Ômega-3 protege o sistema imunológico contra os danos da luz solar

Segundo pesquisadores da Universidade de Manchester, na...

Proporcionamos aos idodos uma dieta adequada e todos os programas que promovam e mantenham a autonomia do idoso, além da criação de um ambiente adequado e seguro para o idoso dependente.

Copyright - 2020 Vitacare Todos os direitos reservados