Dicas Sobre Saúde

Conheça os hábitos que provocam o desgaste dos dentes

Texto A+ A-

 
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Escovar bem os dentes é o primeiro - e mais importante! - cuidado com a saúde bucal, mas só este hábito não garante um sorriso livre de problemas. Desgaste do esmalte, manchas ou até pequenas fissuras nos dentes podem aparecer mesmo nos casos em que o kit de escovação chega a cansar de tanto ser usado. "Estresse, muita força ao manusear a escova e até a escolha errada do creme dental contribuem para o desgaste dos dentes", afirma o dentista José Eduardo Lima, professor da Universidade de São Paulo. Ele e outros especialistas ajudam você a mapear quais são os inimigos dos dentes impecáveis.

Bruxismo
O hábito de apertar e ranger demais os dentes, principalmente durante o sono, pode provocar um desgaste intenso do esmalte e da dentina (parte mineralizada do dente, revestida pelo esmalte)."O hábito também causa fraturas nos dentes e dores de cabeça e nas articulações", afirma o cirurgião-dentista Mario Groisman, do Rio de Janeiro, mestre em Odontologia pela Universidade de Lund - Suécia. Para limitar esses danos, existem aparelhos móveis (usados somente ao dormir). Outra opção é entender o motivo da tensão durante o sono, normalmente relacionada ao estresse emocional.

Estresse
Além de ser um dos grandes responsáveis pelo bruxismo, o estresse, indiretamente, favorece o aparecimento de cáries. Os microorganismos causadores da cárie encontram ambiente mais propício para se desenvolverem quando há estresse e a imunidade está abalada. O dentista José Eduardo Lima diz ainda que a tensão excessiva pode provocar uma redução do fluxo salivar. "Com menos saliva, maiores serão as chances de desmineralização do dente, levando à formação de cáries", afirma.

Gastrite e problemas estomacais
Refluxo ou vômito frequente podem provocar erosão química dos dentes. "O problema acontece por causa do líquido altamente ácido que vem do estomago", explica o dentista José Eduardo. Para evitar esse desgaste dentário, é preciso controlar buscar ajuda de um gastroenterologista, este médico pode indicar mudanças na alimentação e medicamentos capazes de aliviar os desconfortos estomacais.

Cigarro
Ficar com os dentes amarelados é só um dos prejuízos de quem fuma. Pesquisas comprovam que fumantes perdem os dentes mais cedo - as toxinas do cigarro prejudicam a circulação nas gengivas e enfraquecem os dentes. Além disso, os odontologistas alertam que o tabagismo altera o pH da boca, facilita o surgimento de cáries e provoca periodontite e câncer bucal. Estudo recente, feito por mais de 30 anos pela Boston University´s School of Dental Medicine, nos Estados Unidos, apontou que pessoas que fumam cigarro são os principais alvos de tratamento de canal. 

Escovação inadequada
De acordo com o cirurgião-dentista Mário Groisman, a escovação inadequada, com pressão excessiva e de forma persistente, pode causar perda de estrutura dental, principalmente nos dentes pré-molares e caninos. "Os dentes vão sendo desgastados aos poucos, começando pela camada mais externa do esmalte", afirma.

Usar dente como ferramenta
O hábito de usar os dentes para abrir garrafas, latas e outros objetos deve ser completamente esquecido. Você pode até não perceber, mas a força empregada nesses movimentos tira lascas dos dentes, desgasta o esmalte e fere a gengiva. Casos mais graves podem terminar em fraturas que exijam a extração do dente. 

Alimentos ácidos
Se consumidos com frequência, frutas, vinagre, refrigerantes, vinhos e outros alimentos ácidos podem enfraquecer a superfície do esmalte. "Esse desgaste é chamado de desmineralização e pode causar sensibilidade ou dor", explica o profissional Mario Groisman. Fazer uma boa higiene bucal assim que terminar de comer qualquer um desses alimentos é a melhor maneira de se prevenir contra os inconvenientes.

Alimentos muito duros
Assim como o hábito de usar os dentes como ferramenta, comer alimentos muito duros pode causar fraturas dentais. "Além disso, balas, alimentos pegajosos e açucarados, por permaneceram na boca por mais tempo, aumentam o risco de cáries", lembra o dentista Mario Groisman.

 

 

Fonte: Minha Vida

 

publicado em 20/10/2011 às 09h49

Veja mais

 
 
 
 

Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba novidades sobre a Vita Care

Últimas notícias

Dieta mediterrânea reduz em 30% risco de doença cardíaca

Despeje um pouco de azeite de oliva, de preferência...

Segundo estudo, Ômega-3 protege o sistema imunológico contra os danos da luz solar

Segundo pesquisadores da Universidade de Manchester, na...

Proporcionamos aos idodos uma dieta adequada e todos os programas que promovam e mantenham a autonomia do idoso, além da criação de um ambiente adequado e seguro para o idoso dependente.

Copyright - 2020 Vitacare Todos os direitos reservados