Dicas Sobre Saúde

Confira oito alimentos que ajudam a combater o estresse

Texto A+ A-

 
Rico em ômega 3, o salmão ajuda a combater estresse (Foto: Getty Images)

Rico em ômega 3, o salmão ajuda a combater estresse (Foto: Getty Images)

A correria do dia a dia costuma resultar em estresse. A boa notícia é que alguns alimentos têm o poder de ajudar a combater o problema. As informações são do médico e nutrólogo José Roberto Kater.

Vale acrescentar que algumas iguarias são estressoras quando consumidas em excesso. É o caso do café, chás-preto ou verde, chocolate, álcool, gorduras e frituras. Portanto, controle-se!

1 - Carboidratos complexos: os carboidratos complexos são os alimentos que melhor aumentam a produção de serotonina (ligada ao bem-estar) e, portanto, são mais relaxantes e têm ação mais prolongada. A lista de opções conta com massas integrais, cereais e leguminosas: arroz integral, macarrão integral, batata, pão integral, mandioca, inhame, mandioquinha, batata-doce, feijão, grão-de-bico, ervilha, lentilha.

2 - Doces: em uma situação aguda de estresse, vale apostar em qualquer alimento doce, como o chocolate (apenas um) ou mel. É que os Açúcares abrem caminho para o triptofano, um aminoácido que penetra no cérebro e produz serotonina. Mas cuidado para não cometer excessos e engordar. Os diabéticos devem se precaver por conta do aumento da glicemia.

3 - Cebola: a cebola colabora contra o estresse por contar com uma substância chamada quercetina. Além de excelente antioxidante, é um calmante natural. Os antigos egípcios já usavam a iguaria com a finalidade de acalmar.

4 - Fibras: o intestino produz 90% da serotonina do corpo. Então, aumente o consumo de fibras para melhorar a flora intestinal. Coma cereais integrais, frutas (principalmente com casca) e verduras. Lance mão de prebióticos e probióticos, como FOS (um tipo de fibra solúvel vendida em cápsulas) e lactobacilos, mas um profissional deve indicar se você necessita ou não desses recurso.

5 - Hortaliças e frutas: os alimentos devem oferecer vitaminas e minerais importantes para o metabolismo cerebral, como vitamina C, E, betacaroteno, complexo B e minerais (selênio, zinco, magnésio e lítio). Portanto, nada melhor que investir em hortaliças e frutas em geral.

6 - Arroz com feijão: aposte em proteínas de origem vegetal. A combinação de arroz integral com feijão é uma boa dica, porque apresenta a mucuna, uma precursora de dopamina (ligada à sensação de prazer e motivação).

7 - Proteínas de origem animal e ômega 3: proteínas de origem animal também são indicadas. Podem vir de peixes de águas frias e frutos do mar. Além disso, os ácidos graxos poli-insaturados do tipo ômega 3 são úteis para melhorar o funcionamento do cérebro e estão no salmão, sardinha, arenque, trutas e também na linhaça.

8 - Castanhas e sementes: quando o assunto é combater o estresse, não se esqueça das castanhas (noz, castanha-do-Pará, amêndoa, pistache) e das sementes (abóbora, gergelim e linhaça).

 

(Com informações Portal Terra)

 

publicado em 26/05/2011 às 10h15

Veja mais

 
 
 
 

Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba novidades sobre a Vita Care

Últimas notícias

Dieta mediterrânea reduz em 30% risco de doença cardíaca

Despeje um pouco de azeite de oliva, de preferência...

Segundo estudo, Ômega-3 protege o sistema imunológico contra os danos da luz solar

Segundo pesquisadores da Universidade de Manchester, na...

Proporcionamos aos idodos uma dieta adequada e todos os programas que promovam e mantenham a autonomia do idoso, além da criação de um ambiente adequado e seguro para o idoso dependente.

Copyright - 2020 Vitacare Todos os direitos reservados