Dicas Sobre Saúde

8 dicas para pensar menos em comida e melhorar sua dieta

Texto A+ A-

 
8 dicas para pensar menos em comida e melhorar sua dieta

Quem tem um amigo ou amiga que se limita a comer apenas um bocado de uma maravilhosa cesta de pães sempre se pergunta se realmente ele/ela não está fazendo um grande esforço para evitar abocanhar outros itens.


Pesquisas mostram que pessoas mais magras muitas vezes não pensam em comida como a maioria das pessoas. “Algumas pessoas magras têm uma relação menos intensa com a comida” diz David Katz, da Universidade de Yale.

“Aqueles que estão com sobrepeso, ao contrário, tendem a ter mais preocupações com a comida. Eles estão sempre atentos ao quanto e quando se come, ou então dividem as comidas entre ‘boas’ e ‘ruins’. O resultado disso é que as refeições estão o tempo todo ocupando lugar no cérebro.”


Algumas dicas de como se comportar como as pessoas que pensam menos em comida:

1. Prefira estar satisfeita a estar cheia. Em uma escala que vai de 1 a 10 de satisfação, pessoas que pensam menos em comida param de comer no nível 6 ou 7.

A maioria das pessoas escolhe parar entre 8 e 10. Isso porque confundimos a sensação de satisfação com a sensação de “barriga cheia” ou então muitas vezes nos forçamos a terminar o que está no prato, independentemente de realmente precisar comer.


2. Ficar com fome não é caso para entrar em estado de emergência. A maioria das pessoas acha que fome é algo a ser “curado” rapidamente.

Pessoas mais magras muitas vezes toleram mais essa sensação, sabendo que ela vem e vai todo o tempo, e acabam sendo menos ansiosas quanto à próxima refeição.


3. Não use comida como cura para tristeza. Não que pessoas que comem menos não sejam propensas à “comida emocional” (como aquela necessidade de toneladas de chocolate após uma briga com o namorado), mas elas percebem o que está acontecendo do ponto de vista emocional e simplesmente param de comer.


4. Fruta também é comida. Não pense em fruta como uma punição ou uma substituição forçada. Comer mais frutas e fibras deve ser pensado como uma refeição leve, simplesmente.


5. Seja uma pessoa de hábitos. Comer variado é bom, mas variar em excesso pode ser prejudicial. Estudos mostram que muitas texturas e sabores nas refeições pode ser um convite a comer mais.

Quem come menos normalmente planeja suas refeições, a ponto de serem quase previsíveis. Isso facilita concentrar sua atenção nos alimentos importantes e a dispensar as necessidades da gula.


6. Tenha autocontrole constante ou então se planeje. Quanto mais desinibida uma pessoa é, mostram as pesquisas, maior a possibilidade de comportamento impulsivo, até mesmo quanto à comida.

Pessoas que comem menos, dizem os pesquisadores, têm maior autocontrole. Se você é mais impulsivo, trace planos para comer menos: quando for jantar com amigos, por exemplo, tente pedir uma entrada leve antes da refeição principal ou então dividir uma sobremesa.


7. Passe menos tempo sentado (a). Pessoas mais magras passam em média duas horas e meia em pé por dia.

Andar um pouco, subir escadas, levantar para mudar o canal de TV: tudo isso contribui para gastar energia e diminuir a ansiedade.


8. Durma bem. Pessoas com menos problemas de peso dormem em média 2 horas a mais por semana (dividido durante os dias da semana, não vale tentar compensar no final de semana).

A falta de sono pode levar a uma diminuição dos hormônios inibidores do apetite.

 

 

Fonte: oqueeutenho.uol.com.br

 

publicado em 14/03/2011 às 09h15

Veja mais

 
 
 
 

Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba novidades sobre a Vita Care

Últimas notícias

Dieta mediterrânea reduz em 30% risco de doença cardíaca

Despeje um pouco de azeite de oliva, de preferência...

Segundo estudo, Ômega-3 protege o sistema imunológico contra os danos da luz solar

Segundo pesquisadores da Universidade de Manchester, na...

Proporcionamos aos idodos uma dieta adequada e todos os programas que promovam e mantenham a autonomia do idoso, além da criação de um ambiente adequado e seguro para o idoso dependente.

Copyright - 2020 Vitacare Todos os direitos reservados